Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 30, 2017

PF prende 10 pessoas na Operação Rio 40 Graus e apreende joias e armas

Dez pessoas foram presas hoje (3) pela Polícia Federal (PF) na Operação Rio 40 Graus. A pedido do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ), foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e 18 de busca e apreensão. De acordo com a PF, foram cumpridos dois dos três mandados de condução coercitiva que estavam previstos.  Todos foram expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.
Segundo a PF, houve a apreensão de armamentos, entre pistolas, fuzis, metralhadoras, espingardas e revólveres, dinheiro, obras de arte, veículos, relógios e joias. O material está sendo contabilizado e será periciado.
Entre os presos está o ex-secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, que exerceu o cargo na gestão do prefeito Eduardo Paes, e o representante do Ministério das Cidades Laudo Dalla Costa Ziani. Além da prisão preventiva de Alexandre Pinto e de fiscais de obras da secretaria, houve uma medida cautelar da 7ª Vara Federal para a condução coerc…

Polícia Federal deflagra nova fase da Lava Jato no Rio, São Paulo e Pernambuco

A Polícia Federal deflagrou  na manhã de hoje (3) a Operação Rio 40 Graus que tem como objetivo desarticular um esquema criminoso envolvendo o pagamento de propina a servidores públicos nas esferas federal e municipal envolvendo as obras do BRT Transcarioca e o do Programa de Despoluição da Bahia de Jacarepaguá.A Operação faz parte da nova fase da Lava Jato, no Rio de Janeiro, com as participações do Ministério Público Federal e da Receita Federal. Segundo informações da Polícia Federal o pagamento se dava a partir de simulação de pagamentos fictícios de advocacia e entrega de valores em espécie desviados das obras acima citadas.
A operação envolve 76 policiais federais com cumprimento de nove mandados de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária, três mandados de condução coercitiva e 18 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas.
A operação se desenrola no Rio de Janeiro nos bairros d…

Lava Jato: TRF4 aumenta pena do ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) aumentou a pena do ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada, de 12 anos e 2 meses para 15 anos, 3 meses e 20 dias de prisão.
A decisão foi tomada durante o julgamento da 14ª apelação criminal relativa à Operação Lava Jato, que também inclui como réus o ex-gerente da Petrobras Eduardo Costa Vaz Musa e os operadores financeiros João Augusto Rezende Henriques e Hamylton Pinheiro Padilha Júnior.
O aumento de pena de Zelada foi definido por maioria de votos dos desembargadores da 8ª Turma do TRF4. Musa, Rezende Henriques e Padilha Júnior tiveram as penas mantidas pelo Tribunal. Os réus foram denunciados por recebimento e pagamento de propina no contrato do navio-sonda Titanium Explorer pela Petrobras, em transação que custou US$ 1,816 bilhão à petrolífera.
Outro julgamento
Em outra apelação criminal da Lava Jato, o TRF4 fixou o valor mínimo de R$ 38,245 milhões a ser pago pelo ex-presidente da UTC Engenharia Ricardo Pessoa à Petrobras, a tít…

Após votação de denúncia, deputados se articulam para debater reformas

Um dia após a votação que rejeitou a denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, parlamentares compareceram à Casa e já se articulam para retomar a agenda de votações. Além da reforma da Previdência, os deputados apostam que a reforma política deve tomar o centro da agenda nas próximas semanas.
Apesar de algumas comissões terem cancelado as atividades, a Câmara teve quórum alto para uma quinta-feira. Até o fim da manhã, 381 deputados haviam registrado presença. No Plenário e no Salão Verde, alguns parlamentares ainda repercutiram a votação de ontem.
Para o deputado Chico Alencar (Psol-RJ), da oposição, a vitória do governo é temporária e pode ser revertida com os desdobramentos da crise. “O jogo não acabou. Foi um jogo de ida, governo ganhou por uma pequena margem, mas se a mobilização popular crescer, os resultados começam a mudar”, afirmou Alencar. Na votação, 263 deputados votaram negando autorização para que o Supremo Tribunal Federal (STF) investigue Temer e …

Temer é incluído por Janot no inquérito que investiga o PMDB no supremo

O nome do presidente Michel Temer foi incluído no inquérito que investiga formação de quadrilha no PMDB no âmbito da Operação Lava Jato ontem (2), a pedido do procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. O inquérito sobre o PMDB tem, no momento, 15 investigados, entre eles, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves. Inclusão veio no mesmo dia em que os deputados da Câmara barraram a denúncia contra Temer por corrupção passiva, apresentada pela PGR. O placar que rejeitou a peça foi 263 votos a 227 (com duas abstenções e 19 ausências). Janot também pediu a inclusão do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do ministro da Secretaria de Governo, Moreira Franco, no mesmo inquérito. As solicitações serão apreciadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido para incluir Temer no inquérito que investiga o PMDB já havia sido feito pela Polícia Federal (PF), o que levou Fachin a solicitar a…

Câmara rejeita envio de denúncia contra Temer

O esforço do presidente Michel Temer e da base do governo, parece ter sido recompensado, já que a votação na Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (2), nem tinha acabado, e o presidente já havia conseguido os votos suficientes para barrar a denúncia de corrupção passiva oferecida pela Procuradoria Geral da República.
Foram 263 votos contrários para que não precisasse da análise do Supremo Tribunal Federal (STF) - que teve como base a delação dos executivos da JBS. Temer recebeu 227 votos contra. O de número 172 foi da deputada Rosângela Gomes (PRB-RJ). Mas antes do voto dela, o governo já tinha conseguido matematicamente barrar a denúncia, considerando a soma dos votos a favor do parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) contrário à admissibilidade da denúncia, ausências (13) e abstenções (1). 
O placar final, superior do que esperava o Palácio do Planalto que era de 250, teve ainda duas abstenções, para surpresa de muitos, que foi a do presidente da Comissão de Constituiç…

Câmara dos Deputados votam denúncia contra presidente Temer

Em votação histórica, o plenário da Câmara dos Deputados votam nesta quarta-feira (2), se a denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República, contra o presidente Michel Temer; por corrupção passiva, por ter supostamente negociado troca de favores com o empresário Joesley Batista, sócio da JBS e delator na Operação Lava Jato,prossiga para avaliação do Supremo Tribunal Federal (STF). Para que o presidente seja investigado serao necessários, os votos de dois terços, ou seja, 342 votos dos deputados para aceitação da denúncia do procurador-Rodrigo Janot. A votação não é secreta. CCJ
O governo saiu com votação favorável quando o parecer do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava a abertura da investigação, foi derrotado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), no dia 13 de julho deste ano. Após a derrota da oposição, um relatório substituivo foi aprovado. Desta vez, o relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que pedia a rejeição da denúncia contra o presidente…