Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 10, 2017

Pedido da defesa de Temer para suspensão de possível denúncia contra ele é adiado no supremo

O Supremo Tribunal Federal (STF) interrompeu hoje (13) o julgamento do pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para suspender uma eventual denúncia contra ele a ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Após a manifestação do advogado de Temer e da PGR, a sessão foi encerrada e a análise da questão deverá ser retomada na semana que vem.

No início dos debates, os ministros Marco Aurélio e Gilmar Mendes adiantaram que o julgamento será polêmico. Mendes questionou o fatiamento do inquérito contra Temer e pediu esclarecimentos da PGR sobre a suposta atuação do ex-procurador da República Marcello Miller em favor da JBS durante o período em que trabalhou na procuradoria.
“Quando discutimos no fim de junho a delação, fiz considerações sobre o Miller. Falei de ação controlada ilegal. Agora parece que a procuradoria precisa esclarecer isso, antes da eventual denúncia que venha a oferecer”, disse Gilmar Mendes.
Já Marco Aurélio questionou o pedido da defesa d…

Por 9 a 0, STF rejeita suspeição de Janot para atuar contra Temer

O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta quarta-feira (13), por unanimidade o pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que seja declarada a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para atuar nas investigações relacionadas ao presidente, iniciadas a partir das delações da JBS. O placar final foi de 9 a 0. 

Os ministros seguiram o voto proferido pelo relator do caso, ministro Edson Fachin, que negou o mesmo pedido antes de o recurso chegar ao plenário. No voto proferido na sessão desta tarde, o relator disse que não há indícios de que Janot atuou de forma imparcial e com “inimizade” em relação a Temer.
Segundo Fachin, declarações do procurador à imprensa não podem ser consideradas como causa de suspeição. Na ação, a defesa de Temer também cita uma palestra na qual Janot disse que "enquanto houver bambu, lá vai flecha", fazendo referência ao processo de investigação contra o presidente.
"A emissão de opinião por parte do chefe do M…

Mensagens em celular de Wesley Batista complica versão do procurador Marcelo Miller, aúdios de grupo de aplicativo, ligam ele a delatores da J&F antes de sair do MP

Mensagens encontradas no celular do presidente e sócio da JBS, Wesley Batista, dão indícios da ligação e atuação do ex-procurador Marcello Miller a favor da JBS com os delatores antes de se desligar do Ministério Público. Miller fazia parte do gabinete e comissão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot e saiu do MP para trabalhar para a JBS. No relatório a PF sustenta ainda que o procurador geral tinha ciência das tratativas de Miller "de forma indireta" nas negociações da colaboração premiada que levou os irmãos Batista e o empresário Ricardo Saud a terem um perdão judicial de crimes praticados por eles. 

O ex-procurador Miller participava de um grupo de whatsapp com os Batista e diretores da JBS. A informações foram  divulgadas pela Revista Veja. 
O celular de Wesley foi apreendido na durante a quarta fase da operação Lama Asfáltica, deflagrada em maio deste ano. O ex-procurador tinha o número registrado no grupo do aplicativo do whatsapp com ultima manifestação…

Circustâncias no segundo interrogatório como réu em Curitiba pesam contra Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva  passou á noite em Curitiba onde presta depoimento às 14 horas nesta quarta-feira (13), na Justiça Federal do Paraná, no seu segundo depoimento como réu na Lava Jato  ao juiz Sérgio Moro; desta vez referente a dois temas envolvendo propina pela Odebrecht.
Lula chegou á noite na capital do Paraná e fez a viagem de São Paulo em um carro de passeio. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, ele dispensou a escolta policial que teria direito e preferiu se hospedar  na casa de um amigo. Local não foi revelado por motivo de segurança.
A volta de Lula a Curitiba que ficará  frente a frente ao juiz Sérgio Moro, traz circunstâncias que desfavorece o ex-presidente, já que o petista será interrogado na semana seguinte em que o ex-ministro Antônio Palocci - que atuou em seu governo - fez revelações graves contra Lula  e a cúpula do Partido do Trabalhadores. Ex-ministro que tenta fechar um acordo de delação premiada disse que   propina entre Lula e a Odebrecht c…

PF prende Wesley Batista, presidente da JBS, em São Paulo

A Polícia Federal (PF) prendeu preventivamente o diretor-presidente da JBS, Wesley Batista, na manhã de hoje (13) na capital paulista. Além da prisão, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva de outro dirigente da empresa, cujo nome ainda não foi confirmado.
As ações fazem parte da 2ª fase da Operação Tendão de Aquiles. Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, a pedido da PF, que investiga o uso indevido de informações privilegiadas em transações no mercado financeiro entre 24 de abril e 17 de maio deste ano. Nesse período, foram divulgadas informações relacionadas a acordo de colaboração premiada firmado com a Procuradoria-Geral da República.
A investigação apura ordens de venda de ações de emissão da JBS S/A na Bolsa de Valores pela empresa controladora, a FB Participações S/A, e a compra dessas ações em mercado, por parte da empresa JBS S/A. Com as irregularidades, o mercado era manipulado, fazendo com que os …

PF conclui inquérito contra cúpula do PMDB na Câmara e vê indícios contra presidente Temer que teria recebido 31,5 milhões

A Polícia Federal concluiu inquérito contra a cúpula do PMDB na Câmara - por prática de crime de corrupção e organização criminosa vê indícios em atos do presidente Michel Temer (PMDB). Segundo a PF, Temer recebeu R$ 31,5 milhões de ‘vantagem’ por participar de organização criminosa. Até o ano passado å presidência Nacional do PMDB era de Temer - que foi passada por tempo indeterminado ao senador e líder do governo no senado, Romero Jucá.

O inquérito inclui um grupo de deputados e ex-deputados do partido – atribuido ao Presidente da República e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) pelo crime de organização criminosa. 
O relatório inclui também os nomes do ex-deputado Eduardo Cunha, os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (RJ) e Henrique Eduardo Alves (RN), além do o ex-ministro Geddel, ambos presos. 
O doleiro Lúcio Funaro que é conhecido como operador de propinas do PMDB, também foi citado no relatório. Ele fechou acordo de del…

Juiz suspende acordo de leniência da J&F

O juiz federal Vallisney de Souza, da 10ª Vara Federal em Brasília, decidiu nesta segunda-feira (11) rever sua decisão que homologou o acordo de leniência da J&F, assinado em junho, para fins criminais. A decisão do magistrado foi tomada a partir da possibilidade de anulação do acordo de delação premiada do empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo, que pode ser revisto pela Procuradoria-Geral da República (PGR).
O acordo de leniência firmado com o Grupo J&F, controlador da JBS, prevê que empresa pague R$ 10,3 bilhões de multa e ressarcimento mínimo pelo esquema de corrupção envolvendo o pagamento de propinas a agentes públicos. O acordo foi assinado no início de junho pela Procuradoria da República no Distrito Federal e prevê a destinação de R$ 8 bilhões a órgãos públicos prejudicados pelos atos criminosos e o restante (R$ 2,3 bilhões) para o financiamento de projetos sociais.
O acordo prevê o pagamento ao longo de 25 anos, corrigido pelo Índice de Preço ao Consumido…

MPF denuncia Lula, Gilberto Carvalho e mais cinco na Operação Zelotes

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta segunda-feira (11), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro Gilberto Carvalho por corrupção passiva em um dos processos da Operação Zelotes. E a segunda denúncia contra o ex-presidente nesta operação, que investiga desde 2015 um dos maiores esquemas de sonegação fiscal já descobertos no Brasil. Segundo o MPF, o ex-presidente teria editado uma media provisória para favorecer empresas do setor automotivo em troca de propina. 
Os procuradores também acusam mais cinco investigados de beneficiar montadoras de veículos por meio da edição de MP,s. De acordo com a denúncia, as empresas automobilísticas teriam prometido R$ 6 milhões a Lula e Carvalho em troca de benefícios para o setor.

A MP 471, assinada em novembro de 2009 por Lula, prorrogou os benefícios fiscais concedidos às montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. A lei previa que o desconto de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) oferec…

A previsão da semana no mundo político

Previsão da semana na política
Última ação de Rodrigo Janot na PGR deve trazer denúncia contra Temer.  Os últimos sete dias do mandato de Janot, podem turbulentosRepercussao de bunker' com R$ 51 milhões encontrados em Salvador atribuído ao ex-ministro, Geddel V. Lima, que está presoDelação do doleiro  Lùcio FunaroDepoimento do ex-presidente Lula em Curitiba, referente ação penal  sobre supostos repasses ilícitos realizados pela OdebrechtImpactos das prisões  temporárias do empresário Joesley Batista, um dos donos do grupo J&F, e o executivo da empresa Ricardo SaudDeputados e senadores voltam a analisar as propostas da reforma política. A Câmara deve continuar votação sobre sistema eleitoral, fundo de campanha e fim das coligações. E CPI mista da JBS analisa convocação de Joesley Batista, Ricardo Saud e Marcelo Miller.