Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 17, 2017

É inédito ter um presidente da República denunciado duas vezes; enredo é o mesmo mas o clima não.E agora?

Acontece um fato inédito no Brasil em ter um presidente da República denunciado duas vezes  e num curto espaço de tempo. A formalização veio novamente da 'flecha' oferecida pelo então, Procurador-geral da República, Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF), que desta vez acusou  o presidente Michel Temer (PMDB) pelos  crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. O Supremo votou o caminho desta segunda denúncia.  O placar final  da Corte ontem,  por 10 a 1, mandou a decisão,  para o outro lado da rua para ser  autorizada pelo plenário da Câmara.  Mesmo regido pelo que determina á Constituição essa decisão  tem seu viés político.                                                                                                                        Conclusão no STF

Assim como foi na  primeira denúncia oferecida contra Temer, ha quase fois meses, por corrupção passiva, caberá à Câmara dos Deputados decidir se autoriza ou não a continuidade do processo que voltará  a…

Pedido de suspeição do juiz Sérgio Moro tem parecer favorável pela primeira vez no MPF

Um pedido que pede a suspeição do juiz Sérgio Moro através da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no processo do caso do tríplex do Guarujá (SP), ganhou pela primeira vez do Ministério Público Federal (MPF), um parecer favorável há dois dias.
Quem votou pelo conhecimento e provimento do agravo da defesa do ex-presidente, foi a sub-procuradora-geral da República, Aurea Maria Etelvina Nogueira Lustosa Pierre, que pediu análise do recurso em tramitação no STJ (Superior Tribunal de Justiça).  A defesa argumenta em diversos pontos, como: grampeamento de telefone, linguagem com indicação da certeza da condenação do réu e de um vídeo em que Moro aparece com os procuradores da força-tarefa da Lava Jato. O pedido suspeição do juiz federal é destacado pela defesa de Lula  pela falta de imparcialidade do magistrado com relação ao réu.
No parecer, a sub-procuradora-geral, representante do Ministério Público cita pontos levantados, entre outras informações, foto polêmica …

Mesmo faltando três votos, saldo da maioria dos ministros do STF, e para o envio à Câmara de segunda denúncia contra o presidente Michel Temer; que com a determinação volta a contar com 342 dos 513 deputados

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votaram nesta quarta-feira (20), para que a segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot ao presidente Michel Temer, seja analisada  na Câmara dos Deputados. Decisão de plenário jurídico tem vies político, passando novamente por um processo de admissibilidade no legislativo, que se aprovado, volta ao Supremo. 
Foram pouco  mais de quatro horas, quando a presidente STF, ministra Cármen Lucia, suspendeu à sessão ás 18h50. Oito integrantes da Corte votaram hoje, ficando o restante da análise do caso a ser retomado nesta quinta-feira . Três votam amanhã, são eles: a própria presidente do Supremo, e os ministros Celso de Mello e Marco Aurélio.  O único voto divergente e mais longo da sessão foi do ministro Gilmar Mendes que justificou seu posicionamento com críticas ás circunstâncias da denúncia e ao ex-procurador, Rodrigo Janot; se referindo a ele de forma pejorativa. Ele defendeu o aprofundamento…

Nunca foi tão importante a reportagem na editoria de política direto da fonte

Em tempos de polarização na política, desinformação, acompanhado da judicialização e a busca por uma agenda positiva e da governabilidade em Brasília, nunca foi tão importante a reportagem na editoria de politica direto da fonte. Os bastidores dos três poderes precisam de repóteres antenados, especializados informados e bem engajados com o seu papel social. E entender o que se passa em Brasília e importante para que ao socializar a informação ele chegue de forma clara ao seu destino final, seja ele, ouvinte, telespectador, internauta ou leitor. Todos precisam de informação. Só na Câmara dos Deputados temos para os próximos dias, o andamento do chamado "distritão", que ameaça a votação da reforma política, refis, que também é o combustível para a mesma reforma andar com os ensejos dos governistas. 
Mas essa proposta está sendo bem apurada e informada?
Quase não se fala, mas para votar uma proposta de Emenda à Constituição, o processo não é simples. As correrias como o governo…

Reforma política patina na Câmara, mas relator aposta no otimismo; falta de consenso leva parlamentares ao plano B

A reforma política vem patinando no Congresso e a projeção é para mais uma semana de indefinição para que ela seja aprovada. A retomada das votações está prevista no plenário da Câmara nesta quarta-feira (19), mas denúncia contra o presidente Michel Temer; por obstrução de justiça e formação de organização criminosa,  que aguarda decisão do relator no STF, ministro Edson Fachin, trava a pauta. Mesmo assim, não há consenso para aprovação da reforma, que corre contra o tempo para valer para as próximas eleições. Faltando um ano e 15 dias, ela precisa entrar  em vigor até o  dia 7 de outubro, um ano antes das eleições. Assim, poderia valer na disputa eleitoral de 2018.  Um último esforço está sendo feito, mas pela falta de consenso, parlamentares apostam num plano B, de concluir a votação da proposta que diminui o número de partidos e acaba com as coligações. 


O relator da reforma política na Câmara, deputado federal, Vicente Cândido (PT-SP), disse na manhã de hoje que acredita que …

Antes de embarque para os EUA, Temer nomeia nove integrantes para o Conselho Nacional do Ministério Público

Antes de embarcar para os Estados Unidos, onde participa de jantar com o presidente do país, Donald Trump, e fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o presidente Michel Temer nomeou na manhã desta segunda-feira (18) nove integrantes para ocupar o Conselho Nacional do Ministério Público (CMNP), órgão responsável por fiscalizar as atividades internas do MP em todo país. De acordo com a Constituição, cabe ao presidente da República fazer nomeação dos integrantes do conselho. Como foi também com a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que tomou posse essa manhã. A dos novos integrantes está prevista para a semana que vem. 
Dos nove indicados, sete entram no CNMP para o primeiro mandato e vão ocupar as cadeiras destinadas aos diferentes ramos do órgão, como o MP Militar, do Trabalho, Estadual e do Distrito Federal.Os nomeados são Silvio Amorim, Marcelo Weitzel, Sebastião Caixeta, Lauro Nogueira e Dermeval Gomes. Os advogados Eri…

Raquel Dodge assume a PGR e diz que ninguém está acima nem abaixo da lei

Raquel Dodge acaba de assumir a Procuradoria-Geral da República e a presidência do Conselho Nacional do Ministério Público. O termo de possse foi assinado por ela e pelo presidente Michel Temer, em cerimônia da PGR. O ex-procurador-geral, Rodrigo Janot não participa da cerimônia.
Em seu discurso de posse, Dodge disse que o Ministério Público tem “o dever de cobrar dos que gerenciam o gasto público que o façam de modo honesto, eficiente e probo, ao ponto de restabelecer a confiança das pessoas nas instituições de governança”.
Sobre este assunto, ela citou uma fala do papa Francisco, na qual o pontífice ensina que “a corrupção não é um ato, mas uma condição, um estado pessoal e social, no qual a pessoa se habitua a viver”, disse.
“O corrupto está tão fechado e satisfeito em alimentar a sua autosuficiência que não se deixa questionar por nada nem por ninguém. Constituiu uma autoestima que se baseia em atitudes fraudulentas. Passa a vida buscando os atalhos do oportunismo, ao preço de su…

Segundo depoimento do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro é marcado por uma espécie de acertos de contas de outra ação

O segundo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , nesta quarta-feira (13), como réu condenado na Lava-Jato ao juiz Sérgio Moro, foi marcado por conversas atravessadas fora do objeto da ação. Um depoimento rápido com trocas de farpas e menos verbos intencionais por parte do juiz Sérgio Moro. Com evidência para o limite e respostas ásperas. O interrogatório da oitiva que durou pouco mais de duas horas faz parte de uma ação penal em que o petista é acusado de crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo recebimento de valores indevidos da Odebrecht. A doação de um terreno de R$ 12 milhões para o Instituto Lula o que não chegou ser concretizado e de um apartamento de R$ 500 mil vizinho ao que ele mora, em São Bernardo do Campo (SP) é o que está sendo investigado, se os imóveis foram itens de pagamento ilícito. . O Ministério Público Federal sustenta que era contrapartida por contratos na Petrobras.

Lula chegou á sede da Justiça Federal faltando menos de 12 minuto…